date

Seg à Sex
8 AM às 18 PM

date

Ligue-nos
(83) 3021-3338

Dúvidas Frequentes

Todas as Faqs
Cirurgia Bariátrica
Cirurgia Videolaparoscópica
Cirurgia do Aparelho Digestivo
Dúvidas Gerais
Em um ano de pós-operatório, o paciente normalmente engorda?

Não! Na maioria dos casos, o ganho de peso ocorre quando o paciente não assume hábitos saudáveis, como a adoção de dieta menos calórica e mais nutritiva e a prática de exercícios físicos regulares.

Perde-se mais peso nos primeiros seis meses?

Sim! A perda mais significativa de peso ocorre nos primeiros seis meses. Daí a importância de o paciente seguir com disciplina as recomendações médicas nessa primeira etapa do pós-operatório.

A mulher pode engravidar no pós-operatório?

Sim! A paciente é liberada para engravidar sem riscos após 15 meses de pós-operatório. Durante esse período, recomenda-se a anticoncepção. No entanto, os anticoncepcionais orais (pílulas) devem ser evitados.

Há tendência à anemia no pós-operatório?

Sim! De fato isso ocorre. Entre os pacientes, as mulheres têm maior tendência à anemia, por causa da menstruação, perda de ferro e pouca presença de carne vermelha na dieta. Essa situação pode ser minimizada com a ingestão de alimentos ricos em ferro, ou, se necessário, com a utilização de suplementos vitamínicos.

Depois da operação, é comum a intolerância a leite?

Não! Normalmente não há reações adversas ao consumo de leite e derivados. Esses alimentos são, inclusive, recomendados, sobretudo para as mulheres, como fontes de cálcio.

A cirurgia causa problemas renais?

Não foi observada tendência a problemas renais.

Depois da cirurgia bariátrica, o paciente deve fazer cirurgia plástica corretiva?

Nem sempre é necessário fazer cirurgia plástica após o procedimento bariátrico. Cada caso deve ser avaliado criteriosamente pela equipe multidisciplinar responsável pelo tratamento.

Sempre é possível fazer a cirurgia videolaparoscópica?

Sim! Somente em situações especiais não é possível realizar esse tipo de cirurgia. É o caso, por exemplo, de pessoas submetidas a cirurgias abdominais prévias.

Durante a videolaparoscopia, há situações em que é preciso converter a cirurgia em procedimento aberto?

Algumas situações exigem que o cirurgião converta a videolaparoscopia em procedimento aberto. Essa decisão é baseada em critérios de segurança e só pode ser tomada durante o ato operatório.

A cirurgia por videolaparoscopia é possivel de ser feita na gravidez?

Sim! Sob indicação criteriosa e pode ser realziada mesmo quando o paciente já apresenta cirurgias abertas anteriores do abdômen. Atualmente a cirurgia por video é utilizada no tratamento cirúrgico de quase a totalidade das doenças do sistema digestório que necessitam de tratamento cirúrgico.

Quando procurar um gastroenterologista?

Deve procurar um gastroenterologista quem apresenta problemas relacionados ao tubo digestivo e fígado, vias biliares e pâncreas. Sintomas como dificuldade ao deglutir alimentos, dificuldade de digestão, excesso de gases, dores abdominais, sensação de “queimação” no abdômen ou no tórax, constipação, diarreia, anemia ou emagrecimento sem causa aparente são sinais de alerta.

A depressão é uma consequência comum para quem faz a cirurgia?

Não existe uma tendência. Se o paciente ficar deprimido, isso pode ocorrer devido a fatores desconhecidos, que devem ser investigados por psicólogo ou psiquiatra.

O paciente que sofre de gastrite pode ser operado?

Sim! Não há restrição cirúrgica para paciente com gastrite.

Agendar Consulta Dr. Felipe Rocha

Marcar sua consulta

Agende também pelo e-mail: contato@gastroobeso.med.br

Fale conosco agora